JulioCdeP

JulioCdeP

80p

685 comments posted · 5 followers · following 0

78 weeks ago @ Jogabilidade - Vértice #09: Quem Sab... · 0 replies · +2 points

Assisti ao vivo e digo que esse foi o melhor Vértice até o momento, não só pelo conteúdo, vários jogos tênis verde interessantíssimos que ainda não conhecia, mas principalmente pela parte técnica. Muito bom poder ver uma ilustração do que vocês estavam falando, isso ajuda muito. Já estou ansioso pelo próximo.

80 weeks ago @ Jogabilidade - DASH #35: Bioshock Inf... · 1 reply · +1 points

Seguindo essa linha, então o Booker que aparece pós créditos seria um Booker que sequer foi no batismo, certo?

80 weeks ago @ Jogabilidade - DASH #35: Bioshock Inf... · 0 replies · +4 points

Também prefiro que o próximo DASH seja sobre os Bioshocks 1 e 2, porque se não, só deus sabe quando, né?

82 weeks ago @ Jogabilidade - DASH #34: System Shock · 0 replies · +3 points

Nunca pensei que veria, ou melhor, ouviria um podcast brasileiro dos System Shocks na vida, sempre tive uma visão bem underground deles. Joguei o segundo só, há muito tempo atrás, lembro na época que poucas pessoas entendiam a ideia do jogo, a maioria queria saber só dos shooters mais rápidos e sem enrolações. Ansioso pelo cast da saga Bio agora.

E para quem fechou o Infinite, ajuda a entender a historia (ou não): http://i.imgur.com/MaHNjLo.jpg

87 weeks ago @ Jogabilidade - DASH #32: O Melhor da ... · 0 replies · +3 points

Olha só, tema totalmente inusitado (estava esperando algo tipo Mega Man), só agora tive tempo para ouvir. Se não fosse esse Dash teria deixado a D.I.C.E passar em branco esse ano. Assisti e achei bem interessante as palestras indicadas, só não consegui assistir a do Glen Schofield, pois o vídeo foi removido, alguém tem outro link?

Gostei bastante da parte do Gabe Newell falando de toda a importância dos PCs, algo que eu sempre defendi já há muito tempo, uso o PC como plataforma principal desde o fim do PS1. A do Pitchford levantou aspectos sociais interessantes, mas para quem já botou duas bombas no mercado fica meio duvidoso, apesar de ter feito sentido o que ele falou. O homem tem uma necessidade de fazer escolhas mesmo que elas sejam falsas, além de sempre tendermos a enaltecer nossas escolhas.

A do David Cage como a maioria, concordo em partes, ele generalizou bastante, porem realmente a indústria de jogos tem que amadurecer bastante, ainda ela tem aquele estigma de que é algo infantil ou para um publico jovem, pelo menos aqui no Brasil pouquíssimas pessoas enxergam os jogos da mesma profundidade que outras pessoas enxergam os filmes por exemplo. Ou os jogos são para crianças ou são para uma diversão casual apenas. Mas acho que isso vai se resolver com o tempo, como vocês próprios disseram, essa indústria ainda não girou uma geração de pessoas.

Por fim, sempre é bom ver uma discussão dessas em tempos de inundações de game commentary no youtube, infelizmente poucas pessoas no Brasil discutem essa indústria como um todo. Parabéns pelo trabalho e continuem em frente.

93 weeks ago @ Jogabilidade - DASH #31: Adeus Jogo V... · 0 replies · 0 points

Excelente resumo do ano, e compartilho da opinião que 2012 foi um ano diferente, foi muito bom para os indies, mas para os AAA já da para perceber que estão em seus limites, que venha a nova geração logo...

Meu top 5 de 2012 foram:

1) Assassin’s Creed 3: Levou pelo conjunto da obra, gostei bastante da parte histórica dele.
2) The Walking Dead: Só não ficou em primeiro porque faltou um pouco de “jogo” nele, em questão de narrativa foi incrível.
3) Journey: Mais um bom exemplo mostrando o quão longe os jogos podem ir em questões artísticas/filosóficas.
4) Far Cry 3: O mais divertido do ano.
5) Dishonored: Só para completar a lista.

Com certeza essa lista não é fixa, ainda tem vários jogos para jogar.
Para 2013 espero bastante de Bioshock, Last of Us, Tomb Raider e GTA V, não sei se vai sair esse ano, mas o Cyberpunk 2077 parece bem interessante também.

99 weeks ago @ Jogabilidade - Vértice #05: Hotline ... · 2 replies · +1 points

Eu não assisti as outras temporadas, acabei ficando com a impressão da primeira mesmo, achei muito foda o primeiro episodio, mas os seguintes foram decaindo e acabou culminando naquele final péssimo. Saber que as próximas temporadas estão melhores já anima um pouco para quem sabe eu voltar assistir.

100 weeks ago @ Jogabilidade - Vértice #05: Hotline ... · 5 replies · 0 points

Terminando de ouvir, esse vértice estava excelente.

Ainda estou jogando o AC 3, e realmente da para perceber o quão ambicioso o jogo tentar ser e por isso falha em alguns aspectos, eu fiquei chateado pela quantidade de bugs que o jogo tem, os outros não tinham quase nada comparado a esse. Os que mais me incomodam são os de “popups” de personagem que surgem e desaparecem do nada, isso corta muito a imersão. O AC 3 seria o meu favorito se não fosse tão bugado, mas como o André, fico com o Brotherhoods também, pelo conjunto da obra. A parte do Desmond não me incomodou até agora (ainda não zerei), levando em conta que já não a levo tão a serio desde o primeiro, meu atrativo sempre foi na parte histórica que é impecável.

Fico com o AC 3 como GOTY, mesmo com seus bugs. The Walking Dead coloco como a grande surpresa do ano, realmente achava que esse jogo seria uma merda, assisti a primeira temporada da séria televisiva e achei muito ruim, e também nunca fui com a cara dos jogos da Telltale. Só joguei pelo buzz gerado quando lançaram o episodio 4, e desde o primeiro episodio fiquei de boca aberta com a narrativa do jogo, ainda mais com o final da temporada que foi perfeito, literalmente surrou a serie da TV. Só não escolhi como GOTY porque ainda acho que o gameplay poderia ser um pouco melhor explorado. Ainda tenho que conferir o Far Cry 3, mas mesmo com boas criticas fico com o pé atrás, Far Cry 2 foi tão decepcionante para mim que eu perdi a confiança.

100 weeks ago @ Jogabilidade - Vértice #05: Hotline ... · 0 replies · +14 points

Toma essa Peter Molyneux!

106 weeks ago @ Jogabilidade - Vértice #04: Resident... · 0 replies · +1 points

Joguei o demo do RE6 no PS3, achei a campanha do Leon interessante, ficou com um feeling dos REs clássicos, clima tenso, suspense, zumbis lentos, mas infelizmente faltou o principal, exploração e não linearidade. Até ai tudo bem, estava até considerando pegar o jogo, até jogar as outras duas campanhas e ver as merdas que eram. Pagar $60 para um terço de jogo não da não, fica para alguma promoção boa.