Tiago Mazzon

Tiago Mazzon

28p

28 comments posted · 0 followers · following 1

534 weeks ago @ Labirinto da Mente - O Todo · 0 replies · +1 points

Lindo e cheio de significância. Obrigado, poeta! :)

535 weeks ago @ Labirinto da Mente - Links Mayhem 17/06/2011 · 0 replies · +1 points

Sim, de fato, estava errada. Já corrigi. Obrigado!

536 weeks ago @ Labirinto da Mente - Doação x Perfeição · 0 replies · +1 points

Sim, concordo com o que você disse. Eu estou me treinando para sempre concretizar minhas inspirações assim que elas "chegam", mas nem sempre isso é possível...
Uma coisa que eu realmente me cobro é a de escrever textos mais elaborados. Eu tenho uma tendência muito forte em simplificar - mania de matemáticos e físicos - e isso acaba jogando fora muita coisa boa que poderia ser compartilhada.
Há textos muito bonitos que leio em outros blogs e penso "porque eu nao escrevi sobre isso? tenho certeza que ja tive a mesma ideia antes!"
O desafio, para mim, está em ser prolixo e explicativo ao máximo.
Abs!

537 weeks ago @ Labirinto da Mente - Tiago Mazzon · 0 replies · +1 points

Apesar de ter visitado e gostado muito, foi uma visita profana. Gostaria de visitar lá de novo, porém, de forma ritualística :)

538 weeks ago @ Labirinto da Mente - A Ciencia Moderna e su... · 0 replies · +1 points

Sim, eu já conhecia o IIPC há algum tempo. Realmente, eles fazem um ótimo trabalho, com consciência e integridade. Gostaria muito que eles fossem mais ouvidos e tivessem mais respeito no meio acadêmico. Creio que isso seja só uma questão de tempo.
De fato, qualquer pessoa que tenha um caráter investigativo, que faça experiências para testar hipóteses e teorias, pode ser considerada um cientista. Então, sim, os cientistas a que me refiro no texto são aqueles que se fecharam em seus universos pessoais, impedindo a entrada ou saída de qualquer idéia, dificultando a evolução humana nas mais diversas áreas.

539 weeks ago @ Labirinto da Mente - A Ciencia Moderna e su... · 0 replies · +1 points

Seria bom se houvesse mais cientistas como você, meu caro :)

Obrigado pela sua contribuição. Realmente, eu não quis que o texto ficasse com teor ofensivo. A minha intenção foi a de apontar a falta que faz um temperamento mais subjetivo à Ciência Moderna. Como você mesmo disse, esse tipo de abordagem ainda está engatinhando no Ocidente, e ainda há imensa resistência quanto às antigas escolas de pensamento orientais, ou mesmo às formas de pensamento ocultista/esotérico.

Verdadeiros cientistas mantém as hipóteses sempre abertas até o ponto em que essas hipóteses são 100% invalidadas, momento este em que a hipótese cogitada é retirada do conjunto. O que geralmente se vê é uma "xenofobia ideológica", por falta de termo melhor, em que qualquer hipótese de solução ao problema que pareça oposta ou "bizarra" ao "senso comum", é imediatamente descartada...

A Ciência não está errada. Naquilo que ela se propõe fazer, ela faz bem. Mas há tanto mais para se explorar! Alguns aplicadores da Ciência insistem em se fechar nas suas verdades estabelecidas, ao invés de considerarem que nenhuma "verdade" é estabelecida, por mais que se lute em mantê-la fixa e inalterada. Essa é uma lição que, cedo ou tarde, todos teremos de aprender.

540 weeks ago @ Labirinto da Mente - Links Mayhem 12/05/2011 · 0 replies · +1 points

Obrigado, irei verificar!

540 weeks ago @ Labirinto da Mente - A Vida, o Universo e T... · 0 replies · +1 points

A Verdade é uma; as verdades são várias...

541 weeks ago @ Labirinto da Mente - A Arte da Comunicação · 0 replies · +1 points

Engraçado como eu também tenho tendência em seguir essa progressão na escrita. Começar por algo racional/cientifico, ou até mesmo físico/cinestésico, para daí ir subindo nos níveis de vibração, assim digamos até atingir o mais alto, ou o mais próximo de meu Núcleo, o nível espiritual.

544 weeks ago @ Labirinto da Mente - Aventura Literária · 0 replies · +1 points

Fico feliz em ver que as pessoas estão se identificando com o blog. Obrigado pela dica de livro! Realmente já tive recomendações desse autor, e está na minha lista de leitura. Abraço!