Joel

Joel

33p

38 comments posted · 1 followers · following 0

553 weeks ago @ aguim.net - Descida do Mondego - 2... · 0 replies · 0 points

Pagaiadas de água? Sou alheio a essas situações... :p

558 weeks ago @ aguim.net - (D)evolução ou invol... · 0 replies · +1 points

Maquiavel,

por esse ponto de vista a AJA actual poderia ter acontecido espontaneamente. No entanto, eu, que sou dos mais velhos, já não tenho memória das actividades da anterior AJA, que, pelas minhas contas, cessou há cerca de 15 anos, o que me coloca com 12 anos na altura, pelo que cresci numa realidade onde a AJA pura e simplesmente já não existia.

Assim, de certo modo compreendo que tenha sido necessário um ligeiro “motor de arranque” de alguém que de alguma maneira tenha estado ligado ou seja contemporâneo da anterior Associação. Não posso falar em nome de ninguém para saber quais foram as motivações do Presidente da Junta no processo, mas pelo menos era um objectivo que constava do respectivo programa eleitoral, ou seja, não foi nada que tenha sido feito dentro de um espírito “maçónico”, à porta fechada e com conhecimento de apenas uma mão cheia de gente. Para todos os efeitos, a participação da Junta da Freguesia e do seu Presidente começa e acaba aqui.

Após a alavanca inicial, foram feitas reuniões para aparecerem jovens e a partir desse momento foi deixado ao critério dos mesmos o rumo que pretendem para a sua associação. Tudo o que quer que tenha sido pensado, planeado ou organizado, saiu do plano de actividades da lista entretanto eleita e das reuniões da Direcção – abertas a todos os membros da AJA – onde, por debate interno aberto a todos os participantes, se têm procurado os possíveis entendimentos entre os membros que aparecem para – esses sim – dar “sugestões”.

Se há coisa que lhe posso garantir é que, dentro do possível, tudo será feito para que a AJA seja “estanque” a factores ou pressões no sentido de a conotarem politicamente com A ou com B, porque do mesmo modo que hoje temos um Presidente, amanhã podemos ter outro, e a AJA não pode viver ou morrer pela cor da Junta de Freguesia…

558 weeks ago @ aguim.net - (D)evolução ou invol... · 0 replies · +2 points

Maquiavel,

o que é que esperava que o Presidente da Junta, José Lagoa, enquanto cidadão, e com a idade que tem - julgo que ele me perdoará este reparo - pudesse fazer por uma associação de jovens entretanto extinta/estagnada? Só se fosse contribuir para a taxa de natalidade local, para alargar a nossa base de recrutamento...

Enquanto Presidente de Junta, “promoveu” a revitalização da associação e manifestou o apoio da Junta na medida das suas possibilidades - julgo que seria sempre esta a postura de qualquer outro Presidente, como foi, aliás, a postura do anterior presidente com outras associações pré-existentes. Na altura, ninguém viu qualquer problema nisso.

Relativamente à lista de onde saíram os actuais corpos directivos da AJA, posso afirmar que a escolha dos elementos que a compõem não teve, em momento algum, a participação de alguém que não esteja na própria lista.

A partir do momento da revitalização da AJA, as conversas com o Presidente da Junta têm-se cingido apenas às naturais negociações para cedência de um espaço para reuniões e, mais tarde, do bar do edifício da Junta para apoio às actividades entretanto realizadas. Concluindo, não houve - nem pode haver - qualquer intervenção do actual Presidente da Junta na AJA, já que a AJA não se pode dar a esse luxo, face a algumas suspeitas que já se vão levantando por aqui…

558 weeks ago @ aguim.net - (D)evolução ou invol... · 0 replies · +2 points

Tiago,

não basta dizer-se que se tem argumentos, é preciso apresentá-los. Se o que estás a fazer não é fomentar "intrigas", convido-te a apresentar as tuas "evidências" de que a AJA é dependente deste ciclo político...

558 weeks ago @ aguim.net - (D)evolução ou invol... · 0 replies · +1 points


Tiago,

não tens que agradecer a lição de história. O link da wikipedia deixei-o logo no comentário anterior - se te tivesses dado ao trabalho de ler, não precisava de me andar a repetir.

Dizes, cito: “Até já tentas medir inteligências, conhecendo ou não as pessoas...enfim!!! “
Se achas que medi ou menosprezei a tua inteligência, foi apenas porque a comparei a uma das mais brilhantes mentes da História. Se te sentiste ofendido ou minimizado, ficam as minhas desculpas. Mas nesse caso, deves repensar a tua soberba…

Não existem quaisquer cláusulas de exclusão de quem quer que seja: o termo “romano” foi empregue para classificar alguém que se dedica à intriga, discórdia e inimizade. É um termo que veio apenas na sequência do texto inicial e dos paralelismos existentes…

Perguntaste, cito. “Como é Joel, estão juntos ou não???? “
Respondi: “só vejo motivos para que a AJA continue como está, “nem aliada, nem inimiga…””
Disseste, cito novamente: “Continuas a "resvalar" pela filosofia, não respondendo ás questões”
Pergunto: tens dificuldades de compreensão?

558 weeks ago @ aguim.net - (D)evolução ou invol... · 2 replies · +1 points

Tiago,

"Divide and rule: ... typical elements of this technique are ... fostering distrust and enmity between local rulers, …, creating or encouraging divisions among the subjects in order to forestall alliances that could challenge the sovereign"
Bastava teres seguido o link que indiquei e terias percebido a aplicabilidade e o sentido do texto.

Os gauleses partilhavam o mesmo território (Gália) agrupados em tribos que não eram nem aliadas, nem inimigas, apesar de haver um rei comum. Júlio César, mais do que um grande estratega militar, era um grande político, e cedo percebeu que para conquistar a Gália com um efectivo militar equivalente a 10% do efectivo militar gaulês - se estivesse unido - a estratégia passaria por fomentar a intriga e a inimizade entre as diversas tribos, de modo a que elas se guerreassem entre si. Virando umas contra as outras, conseguiu sempre a aliança oportuna, até que por fim estava em condições atacar o próprio rei - Vercingetorix - o que conseguiu na Batalha de Alesia, e assim lá se tornou Senhor da Gália. Mas não foi na batalha de Alesia que ele conquistou a Gália, foi na aplicação da máxima “dividir para reinar”…

A AJA e a ARPA não têm que competir por nada, porque trabalham para um mesmo alvo – a sociedade aguinense. Não deixa de ser demasiado óbvio que seja alguém que não pertence à direcção de nenhuma delas (um romano?) a tentar semear a discórdia…
Quanto ao comentário do Maquiavel, este tem objectivos simples: fazendo as associações passarem por amestradas, obedientes no sentido do cão ao seu “dono”, procura que elas se tentem afirmar com afastamento ou criando inimizade com esse “dono”, na figura do Presidente da Junta.
Não tendo Maquiavel nem tu a inteligência de Júlio César, nem na existindo na AJA a inocência dos gauleses, só vejo motivos para que a AJA continue como está, “nem aliada, nem inimiga”…

558 weeks ago @ aguim.net - (D)evolução ou invol... · 2 replies · +3 points

O Presidente da Junta disse que iria promover o associativismo e fê-lo: se não o fizesse, a falha seria dele em relação ao programa apresentado. A partir do momento da revitalização da AJA, a sua ingerência tem sido nula - estou certo que se assim não fosse, alguns dos actuais membros não se teriam predisposto à tarefa.

Se alguém tem objecções à actuação da Junta (e o post inicial parece uma objecção justa), tem todo o direito de as colocar e de pedir satisfações. Mas parece-me que andam a utilizar outros meios (as associações) para atingir o mesmo fim.
Assim, nota-se um padrão que não é novo e que já foi utilizado por Júlio César na conquista gaulesa... dividir para conquistar... http://en.wikipedia.org/wiki/Divide_and_Rule

559 weeks ago @ aguim.net - (D)evolução ou invol... · 0 replies · 0 points

Nor the anonymous ones...

559 weeks ago @ aguim.net - (D)evolução ou invol... · 0 replies · 0 points

Tiago,

tu abriste este post numa tentativa clara de ir “à pesca” e ajustar contas com o passado. Lançaste a cana e pescaste um Rennie, que era o que querias, andando pelo meio literalmente a chafurdar em tudo o que mexia – inclusivamente nalgumas coisas em que alguém mais inteligente ficaria calado. Ora era o/a Rennie, a ARPA, a Junta, a representação da Junta na FVV e os custos da mesma, embrulhas o nome do Zé Lagoa assim do nada no teu refugado e apontas também à AJA. Desde que abriste o post, dá a ideia que sabias ao que vinhas, mas que já não sabes para onde vais…
Não te interpelei em nada (excepção à observação/ironia dos “créditos”), não defendi nem ataquei nada nem ninguém, a não ser quando falaste na AJA. Como é óbvio, tenho o dever de solidariedade para com os restantes membros dos corpos directivos, e na circunstância em particular até partilhamos da mesma opinião.
Se houve cuidado que tive, foi no tempo e objecto da minha intervenção.

Agora quando tu fazes uma piada, não vejo o mal de eu fazer outra, com a garantia de que a minha incomodou muito menos gente, porque o alvo era implicitamente definido. Se não tens capacidade de encaixe de algumas piadas ou ironias, sugiro-te então que não avances para este campo.
Já não é a primeira vez que acabas a fazer o papel do “coitadinho” deixando para mim o papel de “mau” – não me incomoda o papel que destinas a cada um, mas não tens jeito para o papel que escolheste para ti…

559 weeks ago @ aguim.net - (D)evolução ou invol... · 0 replies · -1 points

De todo, de todo...